Poética préfica

Enquanto a vida estoura do lado de fora
É no espelho que vejo o mundo em colapso.
Canso da minha metáfora, canso do meu “Embora”
E recomeço mais um lapso. E ainda fico perplexo!

A vida, por vezes, nem me parece vida...  
Quem sabe já estou morto?
E só me resta a despedida
Quem sabe já estou morto?
E só esqueci de cair!

Não vejo futuro no brandir das espadas
Já me basta o quanto luto por mim
Já basta o meu luto

Vocação para carpideira...

Talvez seja isso!
2 Responses

  1. A paz não é o fim de uma luta...que paz seria essa que se armaria pra guerra?

    "De que adianta estar vestido de branco
    E ter no rosto um sorriso amarelo
    Se a paz não é um estado de espírito
    Se por dentro há uma grande e interminável guerra"

    Talvez seja o oposto... Não-vocação para carpideira...No máximo no máximo...vocação pra psicologia...hihi